Páginas

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Escolhas


Foi difícil? Foi. 
Olhar para você e explicar o que eu sinto quando nem eu mesma consigo entender, ter medo de te perder mesmo te magoando. Me senti egoísta, me senti suja. Mas você sorriu e disse que estava tudo bem, que eu precisava escolher, afinal. Desculpe, mas você não me engana. Não, não está tudo bem. Mas eu não vou olhar para trás, eu cansei de viver sob possibilidades, cansei de arquitetar dois futuros totalmente opostos quando me deitava e ficava só. Você sorriu. Você sempre sorri. Senti toda a sua tristeza oculta nesse sorriso e me senti egoísta e suja, novamente. Então olhei nesses olhos tão expressivos e lembrei de tudo, juro, consegui lembrar de tudo mesmo. Não chorei, não consegui chorar, eu mudei. Foi uma escolha e eu vou arcar com consequências, com danos e perdas. Você sorriu mais uma vez e perguntou se eu era feliz, respondi tão rápido quanto a luz que sim, foi reflexo. Venho me afogando em sentimentos estranhos e gosto disso. Gosto das novas aventuras, porém nunca vou esquecer das velhas.
De você, velhinho. Siga em frente, eu sei que você consegue. Me ensine alguns palavrões russos e cumpra sua promessa. Nunca me esqueça, sempre sorria. Só quero isso, só peço isso. Não suma da minha vida, sou egoísta o bastante para te pedir isso. Não suma, não me deixe. Você quem me ensinou como é estar apaixonado, você quem me ensinou qual é a sensação de borboletas dançando e corações tremendo, nunca esqueça disso. Eu amo você, mas eu o escolhi. Eu amo você, mas não posso deixar que esperança nasça nesses olhos porque simplesmente não há esperança. Ela existiu, um dia ela existiu. Hoje ela seria a probabilidade, o confortável e até mesmo o certo. Seria o óbvio até, mas não foi. Não há esperança, ele me roubou.Eu amo você, querido. Mas tomei minha decisão.
Foi difícil? Foi. 
(26-05-11)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...