Páginas

sábado, 30 de junho de 2012

estranho (anjo) natural



Sinto que achei um estranho dentro de alguém que sempre pensei conhecer melhor do que a mim mesma. Tudo bem, superamos isso. O sorriso ainda continua sendo o mesmo, assim como o abraço que faz questão de amarrotar minha roupa e desfazer meu cabelo. Sim, hoje em dia me preocupo com eles e você não devia fazer essa cara toda de espanto, afinal eu cresci. Cresci fisicamente e emocionalmente, sou quase mulher, como você disse mais cedo. Só faltam ajustar os últimos detalhes e então, finalmente, eu passo de fase.

Você me olha como se fosse normal ver o rubor tingindo meu rosto sempre que seus olhos seguem a rota dos meus, mas deixe eu lhe dizer uma coisa: não, não é normal e eu estou trabalhando arduamente para parar com isso.

Quando a distância nos separa o que sinto é agridoce. Eu sei que preciso de todos esses quilômetros e ares diferentes para mostrar a mim mesma que sei me virar sozinha, no entanto essa faísca que começou a queimar dentro do coração parece dobrar de tamanho sempre que o som da sua voz chega aos meus ouvidos, como se ela estivesse lá, adormecida e espremida entre tantos outros sentimentos, só esperando o momento certo para se transformar em chama e quase me fazer perder o controle.  

Perto de você, tendo coerência o suficiente para raciocinar e planejar o futuro vi o óbvio: vou superar isso. Não sou tola o bastante para por alguma esperança a algo que está fadado ao desespero e traumas, prefiro o confortável e certo. E no momento, por mais estranho que pareça, o certo é deixar você de lado por algum tempo e pensar em alguém mais importante que nós. Em alguém que sorri para mim com ternura e orgulho sempre que transformo meus limões em caipirinhas, alguém que me olha fundo nos olhos todos os dias enquanto escovo os dentes.  

Espero sinceramente que você entenda, não é com se estivesse lhe abandonando para nunca mais, é só uma questão de autopreservação. Meus muros de proteção sempre foram meio esburacados, é melhor não arriscar e continuar amando você do jeito simples: como meu anjo.

4 comentários:

  1. Taquipariu. Tu só melhora, é, picles? Caramba, tu é o meu bbzinho escrevendo como gente grande. Poxa, acho isso lindo, sabe, isso de escrever desde cedinho, engantinhando. Sua linda, teu texto tá maravilhoso, tuas palavras são tão verdadeiras. Acho que, antes do teu talento pra escrever, existe o teu talento pra se expressar, pra passar sinceridade pelas palavras que tu escolhe, pela maneira como tu expoe os sentimentos. Continua sempre linda, sempre esse anjo picles que tu é, tá? Escritora com um cantinho vip no meu coraçao, assento alcochoado e tudo, bebida liberada. Te amo, lindona.

    ResponderExcluir
  2. AI MEU DEUS, BAITOLA! Ouvir isso de ti, que escreve na mesma facilidade que respira, é...sei lá, é muito bom. Obrigada tá? Mesmo. Amo você, de verdade.

    ResponderExcluir
  3. *acolchoado. Hum, o que tá dando em mim? Nao sei escrever mais. Own menina linda, tu merece ;***

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...